sexta-feira, 13 de junho de 2008


DIA DOS NAMORADOS

Nos últimos dez anos Duda não tinha tido um dia dos namorados tão tranqüilo, feliz e onde se divertira sendo ela mesma.olha que curioso neste ano Duda passou o dia dos namorados solteira.
E comemorou o fato de estar solteira e em paz, sua solteirice é um fato bem resolvido dentro de si, não está só por que não há alguém que lhe queira, mas porque não encontrou um homem que lhe faça querer voltar a namorar.
Um homem que mexa com ela o suficiente que faça com que ela queira constituir família com este homem raro, de hábitos refinados, zeloso, companheiro, cheiroso, inteligente.
Outro fato curioso é que a maioria das mulheres que cercam Duda anda mais preocupadas em ter alguém do que ela. O Sr. café não sabe dizer quem está com a razão só sabe dizer a Duda que é um fato muito inusitado.
Como foi bom passar o dia dos namorados desacompanhada de um parceiro, principalmente porque não tinha ninguém pra ser bajulado e porque o que estava sendo vivido possui toda coerência possível e imaginaria.
Duda comemorou o dia dos namorados acompanhada de amigos e amigas solteiros (as), rindo, cantando, brincando tudo muito saudável. Pode hoje não ter beijado na boca e muito menos tido uma noite de amor exaustiva, mas seu coração em paz está.
Não precisa fingir que está feliz e que a companhia lhe agrada, tudo ocorreu na mais profunda transparência. Sem hipocrisia!
Viva o mundo mais verdadeiro e alegre.

Um comentário:

EU TAMBÊM QUERO FALAR "UMAS"!!! disse...

DUDA, não sou como os caras padrão! Boneca, sou seu FREUD com defeito. Da beijinho...
CARLOS.