segunda-feira, 25 de agosto de 2008


NOVA FASE DE DUDA


Como era previsível para Maria Eduarda conseguir encontrar alguém que respeite ela como é, e por querer ela bem apenas sugira dicas de como se tornar uma pessoa melhor, não querendo transformá-la em um troféu perfeito e belo que faça todos invejarem quem o possuir.
Juro que desta vez até o Sr. café foi pego de surpresa, tudo bem que ele estranhava a calma e mansidão que Duda andava apresentando, acreditava que era uma fase onde a ousadia e maturidade estavam caminhadas junto.
Mas parece que o destino de Duda é permanecer solitária, como exigir a perfeição se não forneço, para ser coerente devemos exigir apenas o que podemos bancar, se exijo perfeição tenho que ser perfeito.
Cadê a compreensão com o outro?
Se o outro (Duda) não estava numa semana ruim ?
Porque jogar tudo fora por capricho?
Muitas vezes se não jogamos confete no ego alheio e desfazendo do próprio, não há valor, devemos ser tolerantes mas deve –se ter o cuidado de não ser tola, porque as pessoas , os homens em especial dão valor às mulheres duras do que as amáveis e prestativas.
Está na hora de virar este jogo.

Um comentário:

EU TAMBÊM QUERO FALAR "UMAS"!!! disse...

Essa MARIA EDUARDA se cobra muito!Mas não se deve discordar sobre ser um belo texto reflêxivo; Mais uma vez um belo texto.

ABRAÇOS CARLOS.