sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016


A VIDA DE PONTA CABEÇA

Maria Eduarda sempre teve uma vida agitada e muito recheada de compromissos sociais, hoje ela vive uma vida talvez mais agitada, porém os compromissos não são de ordem profissional nem social e sim, da maternidade que lhe foi presenteada e junto deste presente veio muitas responsabilidades e obrigações.
O Sr.Café ainda lhe faz companhia nos momentos onde o refrigério lhe é permitido, ela é uma mãe zelosa e por isso acarreta muitas obrigações além do fato que educar não é fácil, é um trabalho constante e árduo.
Neste momento o Sr. Café está dividido porque vê o dilema escolar que Duda sofre e sofreu até decidir colocar sua prole no sistema educacional. Mas a dificuldade desta separação por parte de quem foi gerado também faz o coração do Sr.ª Café chorar de compaixão.
Duda sempre foi uma mãe que além de suas atribuições naturais procurou estimular ao máximo quem veio de seu ventre. O que gerou certo dilema, pois este está, quanto a conteúdo, na frente das crianças que estão na sua faixa etária o que faz com que exista outro problema, porque a escola será legal e atrativa se tudo isto já sei e faço frequentemente em casa com minha mãe junto das minhas coisas e brinquedos.
Mas no processo de adaptação Duda tem se mantido muito imparcial mesmo que tendo o seu intimo rasgado por dentro ao ver seu rebento chorar e chama lá. O processo de socialização é fundamental pra o desenvolvimento infantil, mesmo que depois esta se torne por conta própria seletiva e criteriosa em relação aos seus afetos.
Tinha sido prometido que caso o rebento de Duda ficasse o período todo e não fosse necessário ir busca ló antes, que suas quatro cadelinhas iriam busca ló, que grande aventura, tudo pra que esta linda relação mãe – filho não seja trincada pela não verdade. Duda sempre diz a verdade de forma que seu rebento possa compreender.
Que alegria poder levar o que fora prometido, porque fora alcançado a meta de permanecer o período todo, longe de Duda, mas o Sr.Café nos confessou agora Duda começa a sentir a dor da separação... Ela mesma estranhou não ter manifestado grandes emoções nesta fase.
Uma hora a dor iria se manifestar, eles que sempre foram tão unidos e juntos tem uma parceria sem igual como não sentir esta drástica separação.

Mas o Sr. Café vai acalentar o coração desta dupla perfeita criada um pro outro...

Um comentário:

Spin Canções disse...

Fica claro para nós aqui fora entender a relação, tempo espaço, coração e mundo.
Onde eu olho para a arvore do JATOBÁ que antes de gerar cresce muito e se forma e só depois gera...

Spinosa