sexta-feira, 9 de novembro de 2007

Duda e suas reflexões sobre relaconamentos amorosos, seus e casos que tomou conhecimento ...


SILENCIO PAIRA NO AR!


Quebrar barreiras é tão difícil.

Quando amamos alguém, muitas vezes abdicamos de ter o amado ao seu lado por amá-lo tanto que por amor respeita as decisões do seu amado por mais duras, mesmo que haja a necessidade de estar separado do seu amado, acreditando que as decisões não foram as mais acertadas, mas o amor tudo suporta.

Lutar por quem amamos é uma atitude nobre e muito delicada. O grande dilema está em ser feliz a custas de um preço alto e muitas vezes as pessoas acreditam muito pouco em si mesmas que fica difícil lutar por outra pessoa se não acredita nem em si mesmo como vou me dedicar e investir num relacionamento onde posso ter que pagar um preço alto para poder estar junto do meu amado, se não aposto nem em mim mesmo (a).

Complicado né?

Certa vez eu ouvi que se reconhece o seu amado (a) logo quando se conhecem... Após a primeira troca de olhares que inicialmente não possui intenção alguma internamente sabe-se que haverá uma resistência inicial, mas o mais importante é se permitir se realizar.

Ir atrás da felicidade e permitir-se ser feliz, mesmo sabendo que haverá dificuldades e desafios.

Quando se descobre que é melhor coisa que a vida pode te oferecer, é a possibilidade de cuidar de alguém, onde a realização do ser amado vale ouro.

A arte de amar é permitir se cuidar e saber cuidar do outro com zelo e afinco afim de que o mundo pare de girar e crie-se uma película que encobre os amantes parecendo que o mundo é só deles e que nada mais importa. Tudo é permitido em prol do bem estar do seu amor.

Um comentário:

Hakan disse...

o melissa do thınk do ı é succesfulll e tão clevar e tão agradável e assim sweety