quinta-feira, 27 de setembro de 2007

duvida cruel ...

OUSADIA OU SEDUÇÃO ?


A pergunta que não quer calar: Maria Eduarda é ousada ou imprudente?
Não que ela seja vulgar, mas a ousadia dela não é muito bem compreendida, pois as pessoas confundem ousadia e independência, autonomia com vulgaridade e mulher fácil e liberal.
Por mais curiosos que pareça este olhar preconceituoso vem das próprias mulheres que ao saberem ou visualizarem Maria Eduarda degustando um belo charuto ou até ela fumando cachimbo, rotulam – a como vadia, e etc.
Sabemos que Maria Eduarda não é santa e nunca será, sabemos que ela vive o momento e nada mais. Se permitir ser feliz ou fazer o que lhe da prazer não significa vulgaridade e inconseqüência.
Muitas vezes Maria Eduarda se fecha no seu mundo, por que como Cleópatra e outras grandes mulheres da história, ser autêntica é complicado pois paga-se um preço caro. Mas como ela sempre foi sincera e honesta por mais que acabe se prejudicando por tanta sinceridade. O mundo não esta preparado para conviver com pessoas transparentes e inovadoras.
Apesar de ser um dos grandes questionamentos da atualidade, falta de transparência – sinceridade e honestidade, num mundo onde a corrupção e ou a mentira se tornou algo “normal”, por mais honestidade que as vezes haja em uma pessoa esta fica sem credibilidade por que as vezes a não verdade (mentira) parece mais verdadeira do que a verdade em si.
Que loucuraaaaaaaaaaa!!
Procura –se tanto por pessoas honestas e francas e quando se encontra chega a parecer mentira por tão raro que é? Mundo cão não ?
Como saber que um individuo é confiável, este anda sendo o grande drama de DUDA, por que cansou de conversas moles e falta de atitude que acaba desconfiando de tudo e de todos.
Outro grande dilema de nossa querida personagem, que como boa sedutora que é não resiste de não faze-lo mas istonao significa que Duda seja vulgar ou uma devassa qualquer como as mulheres da vida ou afins.
As pessoas confundem ser sedutora com mulher permissiva e acabam abusando da paciência desta nossa notável personagem.
Atualmente Duda se encontra numa duvida cruel que anda queimando seus neurônios: como saber se posso ou não confiar ?
Digamos que ela já teve esperiencias com as quais aprendeu que deve se preservar e etc ... e hoje em dia anda seletiva, desconfiada, evitando machucar –se novamente ...
Será que ela deve ser menos rigida, e confiar mais nos que a cercam ?
Vamos ver ...
Ate a próxima ....

Um comentário:

CigarLover disse...

Maria Eduarda parece ser uma mulher-menina maravilhosa, mas sofrida e incompreendida. Se eu a encontrasse a convidaria para tomar uma boa xícara de café, degustar um bom charuto e diria-lhe: "que bom que nos encontramos nesta bela tarde de sol"...