quinta-feira, 27 de setembro de 2007

lenda do sol e da lua (autor desconhecido)

Nada que desejamos intensamente é impossivel !!
O SOL E A LUA

Quando o SOL e a LUA se encontraram pela primeira vez se apaixonaram perdidamente e a partir daí começaram a viver um grande amor.
Aconteceu que o mundo ainda não existia e no dia que Deus resolveu criá-lo deu – lhes então um toque final... O brilho!
Ficou decidido também que o SOL iluminaria o dia e que a LUA iluminaria a noite, sendo assim seriam obrigados a viverem separados.
Abateu-se sobre eles uma grande tristeza quando tomaram conhecimento que nunca mais se encontrariam.
A LUA foi ficando cada vez mais amargurada, mesmo com o brilho que Deus havia lhe dado, ela foi se tornando solitária.
O SOL por sua vez havia ganho um titulo de nobreza “ASTRO REI “ mas isso também não o fez feliz.
Deus então chamou-os e explicou lhes: vocês não devem ficar tristes, ambos agora possuem um brilho próprio. Você LUA iluminara as noites frias e quentes, encantara os enamorados e será por diversas vezes motivo de poesia.
Quanto a você, SOL, sustentara esse titulo porque será o mais importante dos astros, iluminará a Terra durante o dia, fornecerá calor para o ser humano e sua simples presença fará as pessoas mais felizes.
A LUA entristeceu-se muito com seu terrível destino e chorou dias a fio... já o SOL ao vê-la sofrer tanto, decidiu que não poderia deixar se abater pois teria que dar –lhe forças e ajudá-la a aceitar o que havia sido decidido por Deus.
No entanto sua preocupação era tão grande que resolveu fazer um pedido a ELE: - Senhor ajude a LUA, por favor, ela é mais frágil do que eu não suportara a solidão...
E Deus em sua imensa bondade criou então as estrelas para fazerem companhia a ela.
A LUA sempre que está triste recorre às estrelas que fazem de tudo para consolá-la, mas quase sempre não conseguem.
Hoje eles vivem assim o SOL finge que é feliz, a LUA não consegue esconder que é triste.
O SOL ainda esquenta paixão pela LUA e ela ainda vive na escuridão da saudade.
Dizem que a ordem de Deus era que a LUA deveria ser sempre cheia e luminosa, mas ela não consegue isso...
Porque ela é mulher e como uma mulher tem fases. Quando feliz consegue ser cheia, mas quando infeliz é minguante e quando minguante nem se quer é possível ver seu brilho.
A LUA e o SOL seguem seu destino solitário mais forte, ela é acompanhada das estrelas, ma fracas.
Humanos tentam a todo instante a conquistá-la e como se isso fosse possível. Vez por outra alguns deles vão ate ela e voltam sempre sozinhos, nenhum deles jamais conseguiu trazê-la ate a Terra, nenhum deles conseguiu conquistá-la por mais que achem que sim.
Acontece que Deus decidiu que nenhum amor nesse mundo seria de todo impossível, nem mesmo o da LUA e do SOL... e foi então que ELE criou o eclipse.
Hoje SOL e LUA vivem da espera desse instante, desses raros momentos que lhes foram concedidos e que custam tanto a acontecer. Quando você olha o céu a partir de agora e ver o SOL encobrir a LUA é porque ele deitou-se sobre ela e começaram a se amar e é ao ato desse amor que se deu o nome de o eclipse. Importante lembrar que o brilho do êxtase deles é tão grande que se aconselha a não olhar para o céu nesse momento, seus olhos podem cegar de ver tanto amor.

reflexao da lenda :

Podemos usar simbolicamente o sol como figura masculina e a lua como uma figura feminina. Um fato a ser observado é que mesmo não tendo o brilho eles já se haviam apaixonado um pelo outro, podemos pensar que o brilho seja a realização pessoal que cada ser humano necessita pra se ver como alguém útil e importante pra sociedade.
Muitas vezes a vida nos leva por caminhos que nos separam de quem tanto amamos e desejamos estar junto. Quem não gostaria de dormir e acordar abraçadinho com sua alma gêmea. Mas muitas vezes é necessário lutar pra ter quem se ama junto de si.
O sol se mostra como um verdadeiro cavaleiro, mesmo sofrendo se preocupa com sua amada por vê–la sofrer e decide ser forte pra ajudá-la a suportar a separação. No entanto questiono se talvez a lua não desejasse saber que o sol sofre com a distancia e que deseja estar junto dela, pois creio que a confortará mais do que a companhia das estrelas.
A lua como toda mulher que ama e é correspondida não consegue desviar seu olhar por mais que seja cortejada, pq pra quem ela deseja que a corteje esta muito distante fisicamente mas sempre presente no seu intimo. Por isso que por mais que os homens desejem conquistar a lua, ela sempre se mostra inacessível por ter dedicado seu coração a um único ser – o SOL, sua alma gêmea, sua cara metade, seu companheiro, amigo, amante.
Falando se sexualidade nada mais adequada pra consumar um sentimento tão belo e único – que a união de corpos de dois seres que se amam e se desejam que o ato sexual, que por ser tão belo muitos gostam de dizer: fazer amor!!
Fazer amor pode cegar aos que não tem junto de si, alguém que completem e que o ato sexual seja apenas mais uma forma de juntos declararem seu amor um pra com o outro. Mas muitos que infelizmente não têm a oportunidade de viver momentos mágicos como fazer amor com quem seja sua alma gêmea.
Segundo SEGAL (apud RADINO, 2003) “ a fantasia não é simplesmente uma fuga da realidade, mas um constante e inevitável acompanhamento de experiências reais, com as quais está em constante interação.”
Por isso devemos viver a vida como se cada momento fosse único. Jamais deixando o momento mágico passar sem ser notado.
Existem mitos, lendas, contos pra que nos seres mortais e humanos possamos aprender a viver e ser feliz, pois estas narrativas têm muito a ensinar a cada um de nos.
De acordo com VON – FRANZ (1990) “pra mim os contos de fadas são como o mar, e as sagas e os mitos são como ondas desse mar, um conto surge como um mito, e depois afunda novamente pra ser um conto de fada.”



Bibliografia citada :

RADINO, G. “contos de fadas e a realidade psíquica: a importância da fantasia no desenvolvimento “, casa do psicólogo, São Paulo, 2003. (pág . 137)

VON – FRANZ, M-L. “A interpretação dos contos de fada, ed. Paulus, São Paulo, 1990.

ps: reflexao feita por MELISSA DE FATIMA ANTUNES - PSICOLOGA

Um comentário:

Salete disse...

Se todas as pessoas soubessem a grandeza de se amar,seja de que maneira,não haveria mais tristeza no mundo!!!