quinta-feira, 27 de setembro de 2007

podridão humana

Se fosse preciso eleger um sentimento podre, um sentimento pior que todos os sentimentos negativos, diria eu com muita cautela que a inveja é este sentimento tão inconveniente, pois pode destruir as relações interpessoais mais preciosas.
Como diz o ditado popular: “a inveja mata!”
A inveja mata o carinho/ amor de um individuo pelo outro, amizades são minadas por um sentimento mesquinho e quando refletimos sobre desejar ou almejar algum objetivo de fundamental importância, deveu ter ciência que há pessoas que atropelando o que estiver no seu caminho atrapalhando que alcance seu objetivo, muitas vezes chegando a passar por cima de tudo e todos e começam a agir de forma inadequada e inconseqüente, ou seja, faz o que se julga necessário para alcançar o seu objetivo sem se preocupar com o seu semelhante.
O curioso é que o “habito” de agir inescrupulosamente afeta ate quem amamos, pois o respeito pelo próximo torna-se algo praticamente inexistente. Muitas vezes por termos um grande carinho por determinadas pessoas não enxergamos certas atitudes inescrupulosas e o caráter questionável da mesma. Não justifica, mas compreende-se o fato do individuo tentar evitar que seu ente querido e amado esteja trilhando um caminho inadequado.
Sabemos que alguns entes queridos, são tão queridos que chega valer à pena sacrificar-se pela pessoa de sua estima, ou seja, passando por cima de certas atitudes e esquecendo certas ações inadequadas e inconseqüentes. (fingindo que nada foi visto ou ouvido).
Pessoas que não agem com respeito além de ser uma atitude imatura é também uma atitude idiota, pois ignora o nível de tolerância do outro. A maturidade nos mostra que jamais devemos subestimar a pessoa que esta ao nosso lado, por mais que se creia conhecer determinada pessoa, como sabemos o individuo vive em eterna mudança, ou seja, você pensa conhecer o outro, no entanto talvez seu ente querido e amado lhe surpreenda, pois este seu familiar pode começar a agir de forma diferente repentinamente. Justificaria completamente o fato de estar saturada de tanto tolera o outro a “pisar na bola”.

Um comentário:

Salete disse...

Ninguém é sempre igual a vida inteira,as emoçõss nos levam a atitudes constantemente diferentes.basta termos censura e limites em nossas ações!!!